Fone/WhatsApp: (53) 99957.3740
Skype: jackeline.berger4
jackeberger@gmail.com

Como posso ser livre se precisar dar alguma definição para a maneira como escolhi viver?

June 11, 2017

 

 

Ando pela vida de maneira leve, são novos lugares, novas pessoas e novas experiências. Vou escutando os chamados, seguindo as sincronicidades, aprendendo e vivenciando cada encontro e cada toque.

Penso que o bonito dessa vida são mesmo as conexões, são elas que nos mantém ligados uns aos outros, independente de estarmos fisicamente perto ou não. É algo que nos invade em um abraço ou em um olhar. É algo tão forte que não encontro palavras para descrever e não acredito haver linguagem terrena para falar de experiências assim.

Caminho nesse plano me permitindo sentir, deixando vir o que ainda precisa ser curado. E, quando me pego em algum sentimento desafiador, mergulho fundo em minhas lembranças e deixo-as aflorar em minha consciência. Deixo que elas venham à superfície, observo os desconfortos e ressignifico o que for necessário. 

Tomar consciência do absoluto que somos é a chave para ficarmos livres de nossos emaranhados e tudo que nos aprisiona. 

Quando escolhemos viver sem amarras, precisamos estar inteiros. Ao contrário do que muitos pensam, SER LIVRE exige muita responsabilidade. E, às vezes, essa responsabilidade machuca, dói... E OK, está tudo certo... Está tudo certo...

A gente só encontra nessa vida o quê e quem merece encontrar... A única certeza é que não existe adeus que separe almas e muito menos amarras que segure as desconexões. 

 

E eu celebro o encerramento do velho e me abro a chegada do novo. Aceitação é o caminho mais rápido para a libertação.

Deixo que tudo siga o fluxo natural da vida e deixo que as novas possibilidades surjam pelo caminho. Novas consciências propiciam novas transformações. 

A grande sacada para libertar-se do apego é não ficar lutando contra ele. Ao invés disso, observar e compreender que se ele ainda existe, é mais uma oportunidade de conhecer o ser absoluto que és e, depois estará livre... Só depois...

Então o melhor seria não amar?

Não. Escolher o caminho do amor é sempre a melhor escolha. Você deve continuar amando, mas sem cobranças, sem ferir ninguém. 

Se entregue e aceite o amor que o outro tem para te dar. Ame sem rótulos. Relacionamento em nada tem a ver com amor, você ama sem estar em um relacionamento e as vezes não ama mesmo estando em um.

Deixe regras e rótulos para traz, escuta teu coração. Pessoalmente, tenho um desafio a respeito de seguir regras e colocar rótulos. O novo entra em mim através do que é diferente, do desconhecido. 

Sempre que preciso seguir um padrão, fico preocupada demais em acertar e muito pouco em vivenciar. E preocupação gera medo. E a liberdade só começa onde o medo termina. 

Não tente entender a liberdade. Tenha coragem para vivê-la. 

 

Confie, se permita, deixe fluir a intuição e abrace o momento. Isso tudo já mora aí em seu coração e tudo que você tem é o agora.

Viva sua vida e ame sem rótulos ou nunca será livre se precisar dar alguma definição para a maneira como escolheu viver.

Please reload

Posts Recentes

February 19, 2018

Please reload

Procurar por categoria
Procurar por tags