O amor é leve, só cresce onda há liberdade, onde a porta está sempre aberta. Você fica porque quer ficar.

July 16, 2017

 

 

E hoje eu fiquei pensando em o que nos afasta do amor. Se viemos aqui nesta existência para aprender a AMAR e se todos estamos buscando sermos amados, então o que nos separa do AMOR?

 

Uma vez li em um livro um trecho que me marcou, dizia que no meio da bíblia existe uma página em branco que representa o deserto. O momento em que nos afastamos de Deus (independente de como cada pessoa nomeie essa energia mais elevada), o momento em que nos desconectamos dessa energia superior e, desconectados, passamos a sentir um imenso vazio. Para alguns mais cedo, para outros mais tarde, mas todos nós passamos pelo deserto existencial.

 

Pra mim fez sentindo, quando estamos conectados a nós mesmos, também estamos conectados a essa fonte de energia maior. Sentimos o AMOR, falamos de AMOR, somos o AMOR.

 

Desconectados, perdemos a conexão conosco, com todos e com tudo ao nosso redor.

 

Desconectados, buscamos preencher no mundo externo esse espaço que somente nós mesmos podemos preencher.

 

Quando criança estamos conectados a nós e aos outros, todas as relações são intimas, não temos medo, confiamos. Com o tempo, vamos perdendo a conexão e também a intimidade e eis que surge o vazio.

 

Desse vazio nasce a ganância, o ego, o medo... E aí tudo vira uma imensa bola de neve.

 

E em busca desse elo perdido, passamos a vida tentando preenchê-lo de alguma maneira.

 

Uns através do controle, outros dos vícios, da força, do poder, da aquisição de bens... Mas todos, sem exceção, querem preencher o vazio e se sentir realmente amados por alguém.

 

E como fazer para preencher essa página, esse espaço em branco, esse vazio?

 

Em primeiro lugar, aceitando tudo. Exatamente como está. Se está na minha vida é porque eu mereço, tanto a alegria quanto a dor.

 

Não da para perder tempo na vitimização e no drama. A vida continua passando e é você quem escolhe o que quer vibrar.

 

Se está pesado peça ajuda, se não fizer nada vai afundar.

 

Por mais que você tenha sido magoado, rejeitado e esteja ressentido, existem duas coisas a saber: a primeira é que você de alguma forma permitiu que fizessem isso com você; e a segunda é que o que quer que tenha acontecido, só serviu pra te recolocar em tua rota verdadeira.

 

Cada situação e/ou pessoa que nos chega vem trazendo um aprendizado, quanto mais desafiadoras elas são, maior o aprendizado.

 

Aceite que há algo em você que precisa ser transformado ou transmutado e que esses desafios vieram para que olhe para algo que ainda falta acolher e integrar em você.

 

Libere, perdoe e siga em frente.

 

Quando você começa a agradecer por exatamente tudo em sua vida, cada riso, cada lágrima e entende que tudo foi preciso para seu crescimento, a magia do AMOR começa a acontecer e você se reconecta com a energia criadora.

 

Menor controle quer exercer sobre o outro e mais confiança adquire em si.

 

Não existe mais medo, não existe mais ego. Você se liberta e liberta o outro também.

 

Melhor assim, quando não há dependência. Quando há necessidade é pesado, tanto da sua parte como do outro também.

 

O AMOR é leve e só cresce onde há liberdade, onde a porta está sempre aberta. Você fica, porque quer ficar.

 

 

Please reload

Posts Recentes

February 19, 2018

Please reload

Procurar por categoria
Procurar por tags
Fone/WhatsApp: (53) 99957.3740
Skype: jackeline.berger4
jackeberger@gmail.com